Ato Médico

Projeto de Lei do Ato Médico

A Comissão de Educação (CE) realizará na próxima terça-feira uma audiência sobre o projeto do Ato Médico (PLS 268/02), que regulamenta o exercício da medicina.

Segundo o presidente da CE, Roberto Requião (PMDB-PR), a votação da proposta ocorrerá no mesmo dia, logo depois do término da audiência.

Serão convidados os ministros da Saúde, Alexandre Padilha, e da Educação, Aloizio Mercadante, e o presidente do Conselho Nacional de Educação, José Fernandes de Lima.

O requerimento para a realização da audiência foi apresentado por João Capiberibe (PSB-AP), Cristovam Buarque (PDT-DF), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Capiberibe foi o primeiro a pedir vistas do projeto, há uma semana, após a leitura do relatório favorável de Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Na reunião de ontem, Capiberibe afirmou que ainda tinha dúvidas a respeito do projeto, especialmente no que se refere à possibilidade de outros profissionais, como agentes de saúde, diagnosticarem doenças como a malária, em locais onde não existam médicos.

— Uma vez aprovado esse projeto, um agente de saúde localizado no garimpo do Caciporé vai poder recomendar e aplicar o remédio? No caso de municípios que não têm médico, haveria punição ao farmacêutico que prescrevesse um medicamento? — questionou Capiberibe, ao defender a ampliação do debate sobre o tema.
O requerimento para a realização da audiência foi apresentado por João Capiberibe (PSB-AP), Cristovam Buarque (PDT-DF), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

fonte:
http://www12.senado.gov.br/noticias/jornal/edicoes/2012/12/05/ministros-debaterao-ato-medico-na-proxima-semana

DIGA NÃO!
AO ATO MÉDICO: O monopólio da Saúde Pública.

A Comissão de Educação (CE) realizará na próxima terça-feira uma audiência sobre o projeto do Ato Médico (PLS 268/02), que regulamenta o exercício da medicina.

Segundo o presidente da CE, Roberto Requião (PMDB-PR), a votação da proposta ocorrerá no mesmo dia, logo depois do término da audiência.

Serão convidados os ministros da Saúde, Alexandre Padilha, e da Educação, Aloizio Mercadante, e o presidente do Conselho Nacional de Educação, José Fernandes de Lima.

O requerimento para a realização da audiência foi apresentado por João Capiberibe (PSB-AP), Cristovam Buarque (PDT-DF), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Capiberibe foi o primeiro a pedir vistas do projeto, há uma semana, após a leitura do relatório favorável de Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Na reunião de ontem, Capiberibe afirmou que ainda tinha dúvidas a respeito do projeto, especialmente no que se refere à possibilidade de outros profissionais, como agentes de saúde, diagnosticarem doenças como a malária, em locais onde não existam médicos.

— Uma vez aprovado esse projeto, um agente de saúde localizado no garimpo do Caciporé vai poder recomendar e aplicar o remédio? No caso de municípios que não têm médico, haveria punição ao farmacêutico que prescrevesse um medicamento? — questionou Capiberibe, ao defender a ampliação do debate sobre o tema.
O requerimento para a realização da audiência foi apresentado por João Capiberibe (PSB-AP), Cristovam Buarque (PDT-DF), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

fonte:
http://www12.senado.gov.br/noticias/jornal/edicoes/2012/12/05/ministros-debaterao-ato-medico-na-proxima-semana

DIGA NÃO!
AO ATO MÉDICO: O monopólio da Saúde Pública.

Siga-nos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *